segunda, 27 de novembro de 2017 - 10:29h - 11284
Em Mazagão, GEA define plano de ação contra malária com vereadores e Município
Transporte e apoio técnico nas atividades serão garantidos a partir desta segunda, 27
Por: Júlio Miragaia
Foto: Nathanael Zahlouth
Será providenciado o transporte para que os agentes realizem detecção ativa, diagnóstico e tratamento da doença.

A partir desta segunda-feira, 27, a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) dá início a um plano de ação em Mazagão para atendimento e prevenção da malária no município, distante 35 quilômetros da capital do Estado, Macapá.

O superintendente de Vigilância em Saúde do Amapá, Dorinaldo Malafaia, representando o governador do Amapá, Waldez Góes, participou de encontro com os vereadores e secretaria de saúde do município, junto de sua equipe técnica, para traçar estratégias e definir a estrutura necessária para a conclusão das ações para conter os casos da doença na região.

De acordo com dados da SVS, apesar da redução do quantitativo de casos registrados este ano, o operativo se faz necessário. Os números da superintendência apontam que em 2017 foram registrados entre janeiro e novembro 1.823 casos de malária em Mazagão. No mesmo período no ano passado haviam sido contabilizados 2.161 casos. Ou seja, há uma redução de 338 casos. Na forma falciparum, forma letal do doença, os casos em 2017 totalizaram 510, enquanto que em 2016 foram 661 casos.

A visita da comitiva da SVS no município atendeu ao pedido da câmara de vereadores que solicitou esclarecimentos sobre os casos de malária. Como encaminhamento, a SVS definiu pela execução de atividades e fornecimento de estrutura e técnicos para esta semana. Será providenciado o transporte para que os agentes realizem detecção ativa, diagnóstico e tratamento da doença.

Santana

Na sexta-feira também a SVS participou de reunião no Conselho Municipal de Saúde de Santana para acompanhar os casos de malária no segundo município mais populoso do Amapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá