Logo Amapá
quinta, 03 de março de 2016 - 10:26h - 16725
Sede da Suframa em Macapá vai dinamizar gerenciamento da ZFV
O anúncio da sede regional do órgão foi feito durante o seminário denominado “ZFV, Oportunidades de Desenvolvimento para o Amapá”.
Por: Elder de Abreu
A Zona Franca Verde (ZFV) de Macapá e Santana vai receber um importante apoio com a implantação da sede regional da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) no Amapá. A autarquia é vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Com 49 anos de existência, a Suframa é o órgão federal que gerencia as Áreas de Livre Comércio (ALCs) da Amazônia, responsável pelas políticas e mecanismos de atração de investimentos estrangeiro e nacional na região.

O anúncio da sede regional do órgão foi feito durante o seminário denominado “ZFV, Oportunidades de Desenvolvimento para o Amapá”, que debateu as estratégias de ação do novo corredor econômico. O evento ocorreu nesta quinta-feira, 3, na sede do Serviço Social da Indústria (Sesi), na capital amapaense.

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, entregou ao superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da Suframa, Marcelo Souza, o croqui do terreno de 120 mil metros quadrados disponibilizados para a construção do escritório regional do órgão. O espaço fica situado na zona oeste de Macapá, com localização que dá acesso às duas rodovias federais mais importantes do Amapá: a BR-156 e BR-210.

O governador do Amapá, Waldez Góes, disse que as instalações vão permitir uma gestão mais dinâmica da ZFV de Macapá e Santana, possibilitando maior potencialização do polo industrial a partir dos mecanismos trabalhados pela Suframa.

De acordo com Marcelo Souza, a sede regional poderá promover desde qualificação e consultorias, até a identificação de mercados consumidores para os empreendedores interessados em investir no polo industrial local. Com isso, conforme Souza, será possível estimular investimentos em infraestrutura e fortalecer as atividades de serviços e do comércio de mercadorias. “O Amapá vai poder contar com a expertise que a Suframa vem evoluindo ao longo dos seus 49 anos”, afirmou.

 

Corredor econômico

A Zona Franca Verde é um corredor econômico que permite a instalação de indústrias para a fabricação de produtos com matéria-prima da biodiversidade local (regionalizada) – de origem animal, vegetal e mineral. O maior incentivo da ZFV é o fiscal, que prevê a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

No último dia 26 de fevereiro, o Conselho Administrativo da Suframa (CAS) aprovou os critérios de regulamentação para o funcionamento das ZFVs.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá