Logo Amapá
quinta, 03 de março de 2016 - 10:38h - 16503
Ministro confirma apoio para construir polo industrial da Zona Franca Verde
O apoio da União foi confirmado pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro.
Por: Elder de Abreu
O Governo Federal vai garantir ao Amapá o aporte de recursos necessários para construir a infraestrutura do polo industrial da Zona Franca Verde (ZFV) de Macapá e Santana. O apoio da União foi confirmado pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, que esteve no Estado nesta quinta-feira, 3, para palestrar no seminário “ZFV, Oportunidades de Desenvolvimento para o Amapá”, organizado pelo Governo do Amapá e a força-tarefa formada pela bancada federal amapaense e Prefeituras de Macapá e Santana. O encontro ocorreu durante todo o dia, no auditório do Serviço Social da Indústria (Sesi), na capital amapaense.

 

Articulação

Monteiro afirmou que vai iniciar uma articulação com os governos dos Estados onde funcionarão as ZFVs para viabilizar, junto ao Governo Federal, os investimentos em infraestrutura básica para a implantação das indústrias. No caso do Amapá, o ministro apontou como prioridades a modernização do sistema aeroportuário, a conclusão da malha rodoviária de integração do Estado, e a expansão do Porto de Santana, considerada a principal porta para os mercados internacionais. “O aeroporto de Macapá, a conclusão da BR-156 e a modernização portuária são demandas que o Governo Federal tem o compromisso de ajudar a resolver, pois são importantes para fortalecer a base de infraestrutura para o polo industrial”, asseverou Monteiro.

 

Potencialidades

Anfitrião do encontro, o governador do Amapá, Waldez Góes, evidenciou as potencialidades que Estado possui e o trabalho que já vem sendo feito para atrair grandes empreendimentos. Segundo ele, a equipe técnica do governo já iniciou um estudo que vai apontar um cenário propício, estruturalmente, para implantação de polos produtivos e parques industriais. “Estamos bem encaminhados num dos aspectos mais importantes para o funcionamento das indústrias, que é a melhoria do setor energético. Somos conectados ao Sistema Nacional e temos três usinas hidrelétricas. Temos também um ritmo intenso de obras da nossa malha viária interna, além do principal que são os recursos naturais, a matéria-prima vegetal, animal e mineral em abundância”, pontuou o chefe do Executivo.

 

Primeira empresa

Ainda na abertura do seminário, uma empresa protocolou o primeiro pedido de credenciamento na ZFV de Macapá e Santana. O dono de uma rede de sorveterias entregou a solicitação, em mãos, ao superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da Suframa, Marcelo Souza. O órgão federal vai gerenciar a ZFV no Estado.

O ministro aproveitou o momento para destacar a importância da ZFV para a indústria de transformação a partir do uso de matéria-prima regional, e reconheceu a unidade política em torno da realização da ZFV, sob a liderança do governador Waldez Góes. “A União das lideranças políticas do Amapá foi fundamental para que pudéssemos chegar até esta etapa, que já torna a ZFV efetiva, pois as empresas já podem pleitear credenciamento e hoje nós já tivemos a primeira”, evidenciou.

 

Cidadão amapaense

Durante o evento, o ministro Armando Monteiro recebeu o título de Cidadão Amapaense, que foi entregue pela presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), Roseli Matos. A comenda é uma demonstração de agradecimento ao empenho do ministro para a regularização da ZFV.

Representando o Legislativo, a primeira dama e deputada estadual, Marília Góes, ressaltou a importante fase em que vive o Amapá, preparando-se para deixar de ser um Estado somente rico em biodiversidade para caminhar rumo ao progresso, tornando-se um modelo de desenvolvimento sustentável. “Podemos sim, manter o título de Estado mais preservado do país, porém, sustentável com desenvolvimento”, destacou.

Estavam no evento desta quinta-feira toda a força-tarefa da ZFV formada pelo Governo do Estado, prefeituras de Macapá e Santana e bancada amapaense; o diretor-presidente da Agência Amapá de Desenvolvimento, Eliezer Viterbino, o coordenador de fiscalização da Fazenda, Antônio Dantas, o prefeito de Macapá, Clécio Luís, os senadores Randolfe Rodrigues e Davi Alcolumbre. O diretor regional do Senai/AP, Sérgio Moreira, também compôs o dispositivo de honra.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá