quarta, 11 de maio de 2022 - 16:24h - 1842
Estudantes participam do projeto “Rapunzel Solidária” para doação de cabelo
O projeto é executado em parceria com o Instituto de Prevenção do Câncer Joel Magalhães e a Associação de Mulheres Ribeirinhas e Vítimas de Escalpelamento do Amapá.
Por: Fernando Carneiro Pereira
Foto: Sérgio Romani/Seed
O projeto funciona de forma voluntária e qualquer estudante da instituição pode participar.

Para incentivar o voluntariado e ação social entre os estudantes, a Escola de Gestão Compartilhada Militar Risalva Freitas do Amaral iniciou o projeto “Rapunzel Solidária”.

A iniciativa visa estimular os alunos na doação de cabelo para confecção de perucas, que serão destinadas às vítimas de escalpelamento e câncer.

O projeto é executado em parceria com o Instituto de Prevenção do Câncer Joel Magalhães (Ijoma) e a Associação de Mulheres Ribeirinhas e Vítimas de Escalpelamento do Amapá.

A ideia surgiu com as estudantes Maria Fernanda Figueiredo, 8º ano, e Danielly Luiza Araújo, 1º ano, elas decidiram realizar a doação e comunicaram a escola, que resolveu abraçar a causa e lançar o projeto “Rapunzel Solidária”. As alunas foram apresentadas para toda a comunidade escolar e reconhecidas publicamente pela atitude louvável.

Maria Fernanda fala da maravilhosa sensação de alegria em poder compartilhar seu longo cabelo com quem precisa.

“Me sinto muito feliz, sempre quis ajudar as pessoas de alguma maneira, e doar meu cabelo está sendo uma delas. Sei que muita gente que sofreu acidentes ou está doente precisa melhorar sua autoestima e essa atitude ajuda muito”, disse Fernanda.

Para Danielly Araújo é muito importante praticar o voluntariado nessa ação e adquirir novos hábitos para a vida.

“Decidi fazer parte do projeto, porque além de ajudar pessoas que precisam, sei que meu cabelo sempre vai crescer e vou poder continuar ajudando. Espero que ele fique grande logo para ajudar mais”, disse Danielly.

Segundo Maria Trindade, presidente da Associação De Mulheres Ribeirinhas e Vítimas de Escalpelamento do Amapá, a iniciativa é um exemplo de solidariedade e adesão à causa social.

“Esse trabalho é de extrema importância para que as crianças e jovens tenham a consciência da importância de realizar essa doação, promovendo a solidariedade dentro da escola e mudando a vida de muita gente”, completou Maria Trindade.

O projeto funciona de forma voluntária e qualquer estudante da instituição pode participar, após a autorização dos pais ou responsável, a doação é realizada na própria instituição.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá